ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Uma decisão no mínimo espúria do Instituto Camões

I. Estranha notícia esta: o Instituto Camões optou pelas ferramentas linguísticas de uma empresa comercial para a aplicação do Acordo Ortográfico, seja na sua sede em Lisboa, seja nas respectivas delegações e leitorados pelo mundo fora.

Estranha-se, de facto:

1) Para que serviu então o largo investimento do Estado português, através do financiamento do Fundo da Língua Portuguesa, para o desenvolvimento — e sua disponibilização gratuita, via  Portal da Língua — do Vocabulário Ortográfico do Português (VOP) e do conversor Lince, desenvolvidos pelo ILTEC (entidade de investigação linguística em Portugal, sem quaisquer fins lucrativos)?
2) Será que, com a demissão do governo português, passou a ser letra morta o determinado pela Resolução n.º 375/2010 do Conselho de Ministros, com data de 9 de Dezembro de 2010, determinando a adopção oficial dessas duas ferramentas, consideradas determinantes para a mais fácil, célere  e absolutamente gratuita aplicação do novo acordo ortográfico nos ensinos básico e secundário (a partir de Setembro de 2011) e no restante aparelho de Estado português e suas publicações oficiais (a partir de Janeiro de 2012)?
3) Ou tratar-se-á, apenas, de uma decisão no mínimo espúria da direcção do Instituto Camões e da respectiva tutela, ao arrepio de qualquer lógica política ou salvaguarda mínima dos dinheiros públicos despendidos?

mundoII. A política actual sobre a língua portuguesa em Moçambique será tema do programa Língua de Todos (da próxima sexta-feira, dia 1 de Abril, às 13h15*, na RDP África; com repetição no dia seguinte, às 9h15*) numa conversa com o professor Gregório Firmino, da Universidade  Eduardo Mondlane, de Maputo. Um outro assunto a explorar: a origem da palavra mandraca. Por sua vez, o programa Páginas de Português (de domingo, 3 de Abril, às 17h00, na Antena 2) será dedicado ao ensino e à difusão da língua portuguesa pelo mundo fora e, em particular, na África lusófona. Esta emissão conta ainda com a carta premiada do mês findo, na rubrica Uma Carta É Uma Alegria da Terra, em colaboração com os CTT, Correios de Portugal. Ambos os programas se encontram disponíveis também em podcast, na página da rádio e da televisão públicas portuguesas, na Internet.

III. Uma mão-cheia de palavras difíceis — ou, melhor, invulgares — preenche uma parte da actualização do consultório. A ironia subjacente à criação de alguns neologismos (tudólogo) e a especificidade de determinados termos científicos do domínio da medicina (litotriptor, litoclastia, «densitometria óssea») destacam-se nas respostas deste dia. A preocupação com o uso correcto da língua transparece das questões sobre regências («ligar com»), a particularidade de algumas  interrogações e as estruturas semelhantes («ciclo infernal» vs. «círculo infernal»). 

Encontra-se disponível no Facebook uma selecção de conteúdos do Ciberdúvidas.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 31/03/2011

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos