ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Mutatis mutandis

1. Em tempo de marcada renovação política em Portugal, é altura de estar atento aos novos processos de construção de auto-imagem e às estratégias de contra-ataque e defesa na arena do discurso político. Clientelas, boys, offshores, favorecimentos... são palavras que todos querem ver erradicadas de uma vez por todas da gestão da coisa pública. Mas, atenção, este não é um problema de semântica, como, erradamente, a imprensa propala.

2. Ainda a propósito da vida política portuguesa, a eleição de Assunção Esteves para a presidência da Assembleia da República reacende a mesma polémica gerada no Brasil pela ascensão de Dilma Rousseff ao cargo de chefe do Estado: diz-se «a presidente», ou «a presidenta»? As respostas não são consensuais, como se conclui da leitura de três pareceres, disponíveis na rubrica O Nosso Idioma.

3. No programa Língua de Todos de sexta-feira, 24 de Junho (às 13h15*, na RDP África; com repetição no sábado, dia 25, às 9h15*), entrevista-se António Bastos Silva, reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Ilhéus, Bahia) sobre as relações Portugal-Brasil-África e o reforço dos laços de cooperação, académicos e linguísticos, temas debatidos no encontro entre a Universidade Aberta e a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais. E, ainda: quando se deve empregar «de mais» e «demais»? Por seu lado, a emissão do Páginas de Português de domingo, 26 de Junho (às 17h00*, na Antena 2), é dedicada à herança grega na língua portuguesa. E, em tempo de crise, será que uma língua, como a portuguesa, baixa de cotação? E o que se fez dos 30 milhões de euros atribuídos ao Fundo da Língua pelo Governo cessante? Finalmente: a origem e o significado da expressão «ver-se grego».

4. No programa Cuidado com a Língua** (segunda-feira, 27 de Junho, às 21h05*, na RTP 1), apresentado por Diogo Infante, com a locução de Maria Flor Pedroso e a participação da actriz Luísa Ortigoso, fala-se de peixes e de algumas expressões populares, como «pescadinha com rabo na boca» ou «chegar a brasa à sua sardinha». E também dos vários sentidos da palavra truta, em Portugal e no Brasil. E porque é que é «(meter-se numa) salgalhada», e não «(meter-se numa) salganhada»?

5. As festas dos santos populares (Santo António, São João e São Pedro) são conhecidas no Brasil como «festas juninas». Reveles é a forma de um apelido (ou sobrenome). «Vir ao caso» é uma expressão fixa. Estes e outros apontamentos linguísticos preenchem as novas respostas do consultório, igualmente acessíveis no Facebook.

6. As actualizações do Ciberdúvidas regressam na segunda-feira, 27 de Junho, depois do feriado do Corpo de Deus (ou Corpus Christi, em latim), em Portugal.

* Hora oficial de Portugal continental.

** Com repetição nos demais quatro canais da televisão pública portuguesa, ficando ainda disponível na página da RTP na Internet, aqui.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 22/06/2011

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos