ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

As várias faces da linguística

texto descritivo da imagem

Neste dia, damos destaque ao artigo do linguista Sirio Possenti e, enfim, ao seu continuado trabalho de divulgação, na imprensa, de teorias e produtos em linguística. Desta vez, trata-se de uma elaboração sobre a Teoria da Argumentação na Língua, de Oswald Ducrot, e a possibilidade de trabalhar fora do quadro formalista, com o mesmo grau de rigor e objetividade que dentro dele. Na parte final do artigo, Possenti mostra as aplicações possíveis dessa teoria na leitura crítica dos textos dos media.


texto descritivo da imagemDepois da turbulência da TLEBS e após a suave implementação dos termos do Dicionário Terminológico, via Novos Programas, a estranheza causada por algumas reconfigurações da gramática ainda se repercute no nosso consultório. Perguntas sobre modificadores, qualificadores, adjetivos relacionais e os predicados nominais são ainda recorrentes.

Percebemos que assim seja, pois, afinal, aquilo que o Dicionário Terminológico reflete, fruto de recentes teorizações linguísticas, muitas vezes nega em absoluto o que as gramáticas de referência descreviam (e as gramáticas escolares reproduziam). Veja o caso, justamente, do predicativo do sujeito: Cunha e Cintra (1984, p. 135) consideram que estar e ficar em a) são verbos copulativos e que em b) são verbos significativos (ou nocionais):

    a) Estavas triste.
    Fiquei pesaroso.

    b) Estavas em casa.
    Fiquei no meu posto.

Porém, o facto de os constituintes triste, em casa e pesaroso, no meu posto poderem ser coordenados prova que eles têm o mesmo estatuto sintático. É este o fundamento principal para que expressões locativas passem a ser classificadas também como predicativo do sujeito.


texto descritivo da imagemQual a semelhança entre falar inglês e tocar guitarra? Todos dão uns toques, mas poucos o fazem bem. Quando muito, limitam-se a pulsar cordas soltas, como mostra Carlos Patraquim neste texto da secção Pelourinho.




texto<br><br> descritivo da imagem

texto descritivo da imagem

Ciberdúvidas :: 04/01/2012

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos