ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Que não sei mais que lingoagem


texto descritivo da imagemCorregedor:
No entendo esta barcagem
nem hoc non potest esse
Diabo:
Se ora vos parecesse
Que não sei mais que lingoagem

Auto da Barca do Inferno, Gil Vicente

Uma coisa é a designação dada pelos estudos filológicos à língua escrita durante a Idade Média no Norte de Portugal e na Galiza; outra coisa é o termo (ou termos) vigente na época para designar a língua — oral ou escrita — dessa(s) comunidade(s). É esta a reflexão que nos traz a resposta Galego-português e galego medieval.


Vem no jornal Público: a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa ainda não tomou posição sobre o Acordo Ortográfico. A Media Capital Rádios, em mensagem de correio eletrónico reenviada para o secretariado do Ciberdúvidas, refere, sem indicar a fonte, que «alguns funcionários terão sido mesmo já avisados» para escreverem só pela ortografia antiga. É mais um caso, na imprensa portuguesa, em que o terá alegadamente sido e o terão supostamente feito é notícia.

Entretanto, e na sequência da querela à volta da suspensão do Acordo Ortográfico no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, o seu presidente, Vasco Graça Moura, assina um artigo no Diário de Notícias, de 8 de fevereiro de 2012. Fica em linha, desde esta data, na rubrica Controvérsias, tal como anteriores textos relacionados.


A greve da polícia no estado da Baía, no Brasil, trouxe de novo a diferença da grafia deste topónimo em ambos os lados do Atlântico:

Ainda a grafia de Bahia/Baía

Bahia e baía: porquê?

O Acordo Ortográfico e a palavra bahia





texto descritivo da imagem

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 08/02/2012

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos