ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

A língua de Camões

«Gosto de sentir a minha língua roçar a língua de Luís de Camões», exterioriza, cantando, o músico e letrista brasileiro Caetano Veloso no belo poema/canção Língua. Língua de Camões, «última flor do Lácio», «Sambódromo, Lusamérica, latim em pó», madre língua portuguesa, formas poéticas de aquém e de além-mar para se designar o mesmo: a língua portuguesa, idioma de todos quantos os que o sentem como seu, como língua oficial ou natural, enriquecido pela diversidade de sons e de tons, de cores e de sabores dos universos onde se enraizou.

Sem se libertar da norma, o português destaca-se como língua aberta às realidades do uso, permitindo a ocorrência de várias formas verbais (tendo em conta o seu valor e desde que concordando com os respetivos sujeitos), mas exigindo a precisão do léxico adequado, espraiando-se em simbólicos pleonasmos e metáforas dos discursos literários.


Ainda à roda da unidade e da diversidade do nosso idioma, a questão sobre «Que português usar: o europeu, ou o brasileiro?» é tema da atualização do Correio.


No Brasil, a presidenta  Dilma Rousseffassim que ela faz questão de ser chamada) sancionouLei n.º 12 605, publicada em 4 de abril, no Diário Oficial da União, que obriga as instituições de ensino públicas e privadas do país a empregar a flexão de género para nomear profissão ou grau nos diplomas expedidos. Em Portugal, apesar das mudanças dos últimos anos,  conhecem-se ainda resistências ao feminino de algumas profissões, cargos ou patentes militares tradicionalmente masculinos. Por exemplo, com primeira-ministra, com chancelerina, com juíza, com capitã ou com bombeira. Ou, no plano cultural, com os casos dos femininos de  maestro e poeta.


A Ciberescola da Língua Portuguesa vai ser apresentada e discutida no 8th EdReNe Strategic Seminar. O seminário é da responsabilidade do Educational Repositories Network e da Direção-Geral da Educação. Ver o programa aqui.


Para poder manter, no curto prazo, a gratuitidade e a universalidade dos seus serviços, a Ciberescola necessita de receitas advindas de acordos com várias entidades. Informamos, por isso, que divulgamos serviços e produtos, sob várias modalidades, no sítio da Ciberescola e Cibercursos. Contactar os coordenadores (Ana Martins e José Manuel Matias) através de ciberescola@ciberduvidas.pt; tel.: +351 232 613 805.




texto<BR/><BR/> descritivo da imagem

texto descritivo da imagem

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 23/04/2012

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos