ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

A língua: interpretação ou espelho da realidade?

Se os antónimos têm significados opostos, seria de supor que nunca se confundissem. Pois não é assim, e tal como acontece com o francês, onde o verbo correspondente (apprendre) ao português aprender pode significar «ensinar», ou com a palavra empréstimo, que tanto é o que se emprestou como o que se pediu emprestado, também sucede a trazer aparecer no lugar de levar no português falado em Angola. É este o tema abordado por Edno Pimentel num artigo originalmente publicado na Nova Gazeta de Luanda (6/6/2013) e disponível em O Nosso Idioma. Na mesma rubrica, vale ainda a pena reler a nova crónica do jornalista Wilton Fonseca, a propósito de como as épocas e as sociedades condicionam o uso de certos conjuntos de palavras ou campos lexicais (artigo original publicado no jornal i).

No consultório, discute-se o comportamento sintático dos verbos dicendi ou declarativos (dizer, declarar, referir, etc.), propõe-se um gentílico para designar os naturais ou residentes da localidade de Novais (Vila Nova de Famalicão, Portugal) e contam-se os hífenes da palavra estado-maior-general. E, no Correio, pergunta-se: «Será que já não há remédio para o "metriológico" e para a "metriologia"?»

Entretanto, porque 10 de junho é feriado em Portugal, as atualizações regressam terça-feira, dia 11. Como sempre, todos os conteúdos aqui em linha estão acessíveis pelo Facebook e por uma aplicação para smartphones (com apoio da Fundação Vodafone).

 


No programa Língua de Todos de sexta-feira, 7 de junho (às 13h15* na RDP África; com repetição ao sábado, depois do noticiário das 9h00*), a linguista e professora universitária Margarita Correia fala dos dicionários portugueses (generalistas, de sinónimos, de verbos, de neologismos). O Páginas Português de domingo, 9 de junho (na Antena 2, às 17h00*), é dedicado à questão linguística de Cabo Verde (ler a propósito "Língua esvoaçante" de Odete Semedo, acerca da relação do português com um outro crioulo, o da Guiné-Bissau) e ao chamado Manifesto Queerográfico, comentado pela linguista Maria Antónia Coutinho. Não esquecer que, de 2.ª a 6.ª-feira, às 14h40*, a Antena 1 emite a rubrica Jogo da Língua, onde Sandra Duarte Tavares, docente de Língua Portuguesa no Instituto Superior de Educação e Ciências (ISEC) e consultora do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, convida os seus ouvintes a testarem os seus conhecimentos gramaticais.

* Hora oficial de Portugal continental

 


Como assegurar a continuação deste serviço sem fins lucrativos e de acesso universal, para esclarecimento e discussão de questões sobre a nossa língua comum? Saiba como pode contribuir, premindo o botão «faça aqui o seu donativo» (nesta página, em cima, à direita; outras informações aqui). Os nossos agradecimentos.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 07/06/2013

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos