ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

A consagração de um erro: paralímpico

1. A propósito de notícias sobre a compra de direitos para a transmissão televisiva dos Jogos Olímpicos de 2016, novamente se tropeça na forma paralímpico. Acontece que, apesar de todos os pareceres* e explicações de especialistas, a forma correta paraolímpico não vingou a nível oficial, e o mundo desportivo ditou a imposição da forma paralímpico. É uma opção discutibilíssima do ponto de vista dos padrões tradicionais deste tipo de palavras, mas, ao que se sabe, imposta por questões intrínsecas ao funcionamento de certas organizações desportivas. Não é simplesmente o uso que naturaliza o erro – também conta a projeção institucional de quem faz esse uso.

* Recorde-se que, em 2005, foi o próprio Instituto Português do Desporto e da Juventude que procurou a ajuda de especialistas em estudos linguísticos, tendo pedido expressamente um parecer à Associação de Informação de Terminologia, que foi subscrito pela linguista  Margarita Correia. A recomendação então feita, no sentido de promover o uso de paraolímpico, foi completamente votada ao esquecimento.

2. Os programas radiofónicos Língua de Todos (sexta-feira, 1 de novembro, às 13h45*, na RDP África; com repetição no dia seguinte, depois do noticiário das 9h00*) e Páginas de Português (domingo, 3 de novembro, às 17h00*, na Antena 2) centram-se na 2.ª Conferência da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, realizada nos dias 29 e 30 de outubro, em Lisboa. Dá-se especial relevo à elaboração do Vocabulário Ortográfico Comum (VOC) e à disponibilização do Portal do Professor de Português Língua Estrangeira.

*Hora de Portugal continental.

3. A realidade muda e exige novas palavras, como é o caso de recreacionista, ou motiva a busca de outras que evitem certas conotações, como acontece com vendedora, que se despoja dos ecos populares de vendedeira. E as palavras que usamos, formam-se elas de outros elementos, ou vêm inteiras de outros idiomas para o nosso? São estas as questões abordadas em mais uma atualização do consultório.

4. Reiteramos o apelo à subscrição da campanha SOS Ciberdúvidas, com vista à manutenção deste serviço sens fins lucrativos, dedicado à divulgação, ao esclarecimento e ao debate à volta da língua portuguesa. Os nossos agradecimentos por todos os generosos contributos.

 

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 31/10/2013

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos