ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Um Natal livre de erros

É Natal, e a aproximação do ano novo leva-nos a recuperar a esperança e a verbalizá-la com promessas, orientações e vaticínios: «farei», «vais fazer», «hão de fazer». Aludindo ao uso de haver como auxiliar e ao erro de longa tradição que constitui a forma "hadem", em lugar da normativa hão de, a rubrica O Nosso Idioma divulga um texto do jornalista e poeta Luís Carlos Patraquim, que transforma a referida incorreção num símbolo da crise que se vive em Portugal.

Mas, fugindo de pensamentos sombrios por um momento, para regressar às luzes da quadra festiva, ubíquos como a árvore de Natal e o presépio, reencontramos velhos erros:

– o plural incorreto «os pais natal» (Pai Natal, em nome próprio) – a expressão correta é «os pais natais»;

– o emprego da forma filhós, que tem o plural filhoses – trata-se de um uso popular, mas, à luz da norma, deve dizer-se filhó no singular e filhós no plural.

Entretanto, lembramos que até 4 de janeiro de 2013 fica bloqueado o acesso ao formulário para envio de respostas. Contudo, continuamos a publicar material que aguardava publicação ou cuja atualidade merece divulgação.

Uma consoada cheia de filhós e de pais natais!


 

No programa Língua de Todos de 27 de dezembro (às 13h15 na RDP África; com repetição ao sábado, depois do noticiário das 9h00), propõe-se uma conversa com a linguista Sandra Duarte Tavares sobre o conceito de “erro” em matéria de língua – em particular quando o desvio às regras da norma-padrão não coincide necessariamente de país para país onde se fala o português. O Páginas de Português de 29 de dezembro (às 17h00 na Antena 2) elenca um conjunto de perguntas frequentes, neste último programa de 2013: é a ortografia uma verdadeira componente da gramática? Que mudanças trouxe o Acordo Ortográfico em relação à acentuação? E, no domínio da sintaxe, o que é um complemento oblíquo, segundo o Dicionário Terminológico, destinado a apoiar o ensino da gramática no nível básico e secundário em Portugal? Finalmente: qual é o plural (recomendado pela norma culta) de Pai Natal, bolo-rei e filhó?

 


Com pesar, registamos o falecimento do jornalista português Roby Amorim (1927-2013) – recordando, aqui, o seu precioso  Elucidário de Conhecimentos Quase Inúteis (ed. Salamandra, 1985). Na mesma editora (1985), publicou um segundo livro: Da Mão à Boca. Uma História da Alimentação em Portugal.

 

 


 A Ciberescola da Língua Portuguesa e a plataforma associada Cibercursos mantêm abertas as inscrições nos seus cursos individuais para falantes estrangeiros (Portuguese as a Foreign Language). Para mais informação, consultem-se o Facebook e a rubrica Ensino.

 


SOS Ciberdúvidas é um apelo à generosidade de quantos, em todo o mundo, gostam e querem saber sempre mais sobre a  língua portuguesa em toda a sua diversidade. O nosso obrigado pelo apoio  à manutenção deste serviço gracioso e  sem fins lucrativos.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 23/12/2013

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos