ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Vodafone Portugal, Millennium/BCP e BES
começam o ano com o Acordo Ortográfico adotado

A Vodafone Portugal anunciou que começou a transição para o Acordo Ortográfico de 1990 (AO) em 1/01/2014, à semelhança das duas outras operadoras de telecomunicações em Portugal, a TMN e a Optimus1.

Noutras áreas em Portugal, o processo de adoção também começou no ano novo: deem-se como exemplos o Millennium/BCP e o Banco Espírio Santo (BES), conforme informação no fundo das páginas principais dos respetivos sítios eletrónicos.

Para uma visão de conjunto das entidades que, em Portugal, até 2013, seguem a nova grafia, pode consultar-se uma lista disponível no blogue Muro das Lamentações, de José Cunha Oliveira (no fim do artigo "Uma discussão absurda e extemporânea") .

Assinale-se ainda o conjunto de cinco artigos escritos pelo deputado português (PS) Carlos Enes e publicados entre 2 e 9 de janeiro no jornal Açoriano Oriental, nos quais, numa perspetiva favorável ao AO, se descreve e discute o que tem sido o processo da sua aplicação.

Entretanto, aguarda-se a discussão na Assembleia da República da petição pública  que reclama a desvinculação de Portugal do AO, bem como a apreciação de um projeto de resolução subscrito pelos deputados Ribeiro e Castro, Michael Seufert (ambos do CDS) e Mota Amaral (PSD), que propõem a criação de um novo grupo de trabalho sobre a aplicação do referido acordo (recorde-se que um grupo anterior, já extinto, esteve ativo entre janeiro e julho de 2013).2

1 Em comentário na comunicação social e nas redes sociais, há quem sustente que o nome próprio Optimus há de perder o p, tal como acontece com a palavra ótimo, que se inclui no léxico comum. Não é isso que prevê o Acordo Ortográfico de 1990 (Base XXI), conservando um critério da norma que o antecedeu, a do Acordo Ortográfico de 1945 (Base L) segundo o qual «pode manter-se a grafia original de quaisquer firmas comerciais, nomes de sociedades, marcas e títulos que estejam inscritos em registo público». Assim se compreende que, apesar de se escrever açoriano, o nome de uma empresa de seguros apresente a grafia açoreana: Açoreana Seguros.

2 Sobre notícias acerca da possibilidade da suspensão do AO no Brasil, convém esclarecer que neste país decorre, como em Portugal, o período de transição, de acordo com o Decreto nº 6583, DE 29 DE Setembro de 2008. (cf. artigo de Mário Vilalva, o embaixador do Brasil em Portugal). Também em relação a afirmações segundo as quais, no Brasil, o Senado teria recusado o AO após aceitação da proposta de dois professores brasileiros, Ernani Pimentel e Pasquale Citro Neto, para a revisão radical da ortografia do português, importa sublinhar que nem o Senado brasileiro se pronunciou, como um todo, contra ou a favor do AO, nem este órgão poderia vincular ou desvincular o Brasil de um tratado internacional, ratificado e em vigor, como o AO.


 No Pelourinho, Paulo J. S. Barata alerta para um erro que volta a dar nas vistas: a troca de iminente e iminência por eminente e eminência, respetivamente. No consultório, há tópicos variados: o particípio passado morto; as expressões «uma dita» e «acordo amigável»; o verbo atar referido a sapatos e atacadores; os verbos poder e conseguir.


 Para apoio do ensino e da aprendizagem do português (língua materna e não materna), a Ciberescola da Língua Portuguesa e os Cibercursos disponibilizam recursos diversificados, além de manterem abertas as inscrições nos seus cursos individuais para falantes estrangeiros (Portuguese as a Foreign Language). Mais informações no Facebook e na rubrica Ensino.


Para a sua viabilização, o Ciberdúvidas não dispensa a ajuda de quantos, dos quatro cantos do mundo, o consultam, porque desejam conhecer melhor a língua portuguesa na sua unidade e diversidade. Agradecimentos antecipados aos consulentes que atenderem ao apelo SOS Ciberdúvidas.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 09/01/2014

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos