ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Bilião = um milhão de milhões... em Portugal, nos PALOP e em Timor

No desenvolvimento da crise político-militar na Ucrânia, o anúncio do pacote de ajuda financeira da União Europeia – «11 billion euros», em inglês, a língua utilizada pelo presidente da Comissão Europeia, o português José Manuel Durão Barroso – trouxe de novo à ribalta mediática as duas escalas discrepantes na quantificação do bilião. E as cautelas a ter em conta quando se lê e se ouve a  tradução do inglês billion. Recordamos por isso o que aqui já foi diversas vezes abordado: em Portugal, este billion  não equivale ao bilião – bilião = um milhão de milhões (12 zeros, conforme  o quadro em cima) –, enquanto no Brasil as formas bilião (muito pouco usada) e bilhão (de uso generalizado) significam «mil milhões». Tradicionalmente, os restantes países lusófonos seguem a ordenação portuguesa, à exceção de Angola, onde tem prevalecido ultimamente a atestação do bilião como o mesmo que «mil milhões», aparentemente convergindo com a seguida no Brasil, a mesma dos EUA.

Em O Nosso Idioma, a nova crónica de Edno Pimentel mostra como também no português de Angola o verbo evacuar dá problemas (texto original publicado em 6/3/2014 no semanário angolano Nova Gazeta). O consultório centra-se em tópicos de semântica, sintaxe, morfologia e ortografia.


 O programa Língua de Todos de sexta-feira, 7 de março (às 13h15* na RDP África; com repetição aos sábados, depois do noticiário das 9h00*), dá relevo ao Plano de Ação de Lisboa, resultante da II Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, além de contar com a participação do professor Ivo Castro sobre a atual hegemonia do inglês. No Páginas de Português de domingo, 9 de março (às 17h00* na Antena 2), o Plano de Ação de Lisboa é igualmente tema, a par da apresentação de entrevistas sobre a resolução aprovada pelo parlamento português em 28/2/2014, a respeito do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa; lugar ainda para a rubrica Ciberdúvidas Responde, conduzida por Sandra Duarte Tavares.

* Hora oficial de Portugal continental.


Na Ciberescola da Língua Portuguesa e nos Cibercursos, aceitam-se  inscrições em cursos individuais para falantes estrangeiros (Portuguese as a Foreign Language). Pormenores no Facebook e na rubrica Ensino.

Reiteramos o apelo de ajuda ao Ciberdúvidas a enfrentar as despesas decorrentes de um serviço como este, sem fins lucrativos e graciosamente dedicado à divulgação e ao debate de questões em torno da língua portuguesa na sua diversidade. Desde já, os nossos  agradecimentos.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 06/03/2014

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos