ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Vocabulário Ortográfico Comum:
«Um novo modo de gestão da língua portuguesa»

«Um novo modo de gestão da língua» é como o diretor-executivo do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), Gilvan Müller de Oliveira, numa peça publicada no jornal português i de 2/06/2014, vê a plataforma que acolhe o Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (VOC). Entre outras considerações, o linguista brasileiro anuncia o lançamento do resultado final do VOC em 23/07/2014, durante a cimeira de chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, em Díli, e sublinha o papel fundamental deste recurso na criação dos vocabulários ortográficos nacionais (VON) de Moçambique, Timor-Leste, São Tomé e Príncipe e Cabo e Verde, países onde é a primeira vez que se realizam trabalhos de tal dimensão e exigência científica. Presta também declarações Margarita Correia, linguista portuguesa e membro da equipa coordenadora do projeto, para explicar como o VOC, partindo de uma plataforma digital que juntava o vocabulário de Portugal e do Brasil, veio posteriormente a integrar os novos VON. O artigo aqui em referência fica também disponível na rubrica Acordo Ortográfico-Notícias (ler também a abertura de 12/05/2014).


Sujeito, predicado, complemento direto, complemento indireto... – como identificá-los numa frase? Com exemplos muito simples, a professora Sandra Duarte Tavares explica como se faz, numa aula gravada nas instalações da Escola Superior de Educação Almeida Garrett.

Já agora, registe-se que Jorge Jesus, treinador do Benfica, revelou ao semanário português Sol que uma das suas leituras recentes é a obra Pontapés na Gramática (2013), de Sandra Duarte Tavares, também nossa prezada consultora.


Voltando à presente atualização, a Montra de Livros apresenta a 6.ª edição de Prontuário – Erros Corrigidos, que D´Silvas Filho publicou em 2012. No consultório, comenta-se a formação do adjetivo isoentrópico, analisam-se sintaticamente ocorrências dos verbos dedicar-se e pedir, assim como se referem o uso da locução «ao pé-coxinho» e a omissão do artigo definido antes dos nomes dos dias da semana. 


 

Uma referência a atribuição do Prémio Camões 2014 ao historiador e poeta brasileiro Alberto da Costa e Silva  (São Paulo, 1931), cuja obra literária pode ser consultada aqui.

 


O programa Mambos da Língua, realizado pela Rádio Nacional de Angola, com a colaboração do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, tem novos apontamentos sobre o português escrito e falado em Angola, desta vez a propósito de pares de palavras cuja pronúncia é semelhante (parónimas) ou mesmo igual (homófonas): imergir/emergir (36.º episódio) e iminente/eminente (37.º episódio).


Relembramos que a Ciberescola da Língua Portuguesa e os Cibercursos organizam cursos individuais de Português como Língua Estrangeira (Portuguese as a Foreign Language). Para inscrições e outros pormenores, consultar a rubrica Ensino.


 E reiteramos o apelo SOS Ciberdúvidas: apoie a viabilidade deste espaço como serviço gracioso e sem fins lucrativos, aberto a quem deseja saber mais e refletir sobre as normas e a diversidade de usos da língua portuguesa. Agradecimentos antecipados pelo contributo que entender enviar-nos.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 02/06/2014

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos