ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Escrúpulo, a palavra que já foi «pedra»

 Em português, é extensa a lista de expressões idiomáticas com usos metafóricos da palavra pedra. Basta lembrar «andar com uma pedra no sapato», que significa «andar desconfiado, ressentido», ou «pôr uma pedra sobre alguma coisa», equivalente a «encerrar um assunto» (cf. António Nogueira Santos, Novos Dicionários de Expressões Idiomáticas – Português, Lisboa, Edições João Sá da Costa, 1988). Esta aptidão metafórica do vocábulo não constitui uma especificidade da língua portuguesa, porque outros idiomas metaforizam com palavras de sentido semelhante. Por exemplo, quem diria que escrúpulo, do latim scrupulum, começou por querer apenas dizer «pedrinha, seixinho» (Dicionário Houaiss)? Justamente sobre escrúpulo, a rubrica O Nosso Idioma disponibiliza mais uma crónica do jornalista Wilton Fonseca, que revela como a história das palavras permite entender a atualidade por elas referida. E a propósito das designações dadas às pedras, assim como acerca da universalidade do seu emprego metafórico, escutemos – em português e em tradução noutras línguas – o célebre poema "No meio do caminho", de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987).

 


 Ainda no Nosso Idioma, um texto de Edno Pimentel regista uma forma anómala, "ândamos" (em vez de andamos), recorrente em usos menos cuidados do português em Angola. No consultório, interpretam-se uma metáfora camoniana, uma locução brasileira («tirar conta») e uma expressão idiomática tradicional («a formiga tem catarro»); distinguem-se ainda os valores semânticos de probabilidade e possibilidade, justifica-se o uso de acento gráfico em caracóis e identifica-se a subclasse do adjetivo patriótico.


A linguista portuguesa Maria Helena Mira Mateus é convidada pelo programa Língua de Todos (RDP África, dias 28 e 29/11, depois das 17h00 e 09h00*, respetivamente), para falar do livro de que é autora A Língua Portuguesa – Teoria, Aplicação e Investigação. No Páginas de Português (Antena 2, 30/11, depois das 17h00*),  assinala-se o lançamento, em Londrina, do Atlas Linguístico do Brasil, uma iniciativa da Universidade Estadual de Londrina (Paraná).

* Hora oficial de Portugal continental, ficando também disponível via Internet, nos endereços de ambos os programas.


 texto descritivo da imagemAlunos e professores encontram nas plataformas Ciberescola da Língua Portuguesa e Cibercursos uma série de materiais de acesso gratuito, para apoio do ensino-aprendizagem do português (língua materna e língua não materna). Mais pormenores, incluindo informação sobre cursos para estudantes estrangeiros (Portuguese as a Foreign Language), no Facebook e na rubrica Ensino.


 Sem outros apoios, o serviço prestado pelo Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, gracioso e sem fins lucrativos, não dispensa a generosidade dos seus utilizadores espalhados pelo mundo. Renovamos, por isso, o apelo SOS Ciberdúvidas, deixando, desde já, agradecimentos a quantos entendam ajudar-nos.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 28/11/2014

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos