ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

pimediaglobal.com

1. Este é um espaço de esclarecimento, informação, debate e promoção da língua portuguesa, numa perspetiva de afirmação dos valores culturais dos oito países de língua oficial portuguesa, que completou 17 anos de existência em 15 de janeiro de 2014. Na diversidade de todos, o mesmo mar por onde navegamos e nos reconhecemos.

2. Além de dispor de um consultório — constituído por um diversificado corpo de colaboradores que respondem, de segunda a sexta-feira, a todas as dúvidas do ponto de vista da ortografia, da fonética, da etimologia, da sintaxe, da semântica e da pragmática —, Ciberdúvidas da Língua Portuguesa abrange outras cinco áreas de conteúdos diferenciados.

3. Disponibilizam-se rubricas e temas que vão desde uma Antologia de textos de escritores de língua portuguesa, de todos os tempos, a espaços de debate, opinião e consulta, como Correio, Controvérsias, Diversidades, Montra de Livros, ou simples notícias variadas no campo cultural do espaço lusófono, e agora também um espaço próprio sobre o novo Acordo Ortográfico, anteriormente integrado na rubrica Controvérsias.

4. Desde 19 de setembro de 2011, com a adoção, em Portugal, do Acordo Ortográfico no ensino básico e no secundário, o Ciberdúvidas passou a reger-se também pelas novas regras do português escrito, mantendo-se a norma de 1945 em todos os textos anteriores a essa data. As razões desta opção explicadas aqui.

5. Iniciativa do jornalista José Mário Costa — que, após o falecimento do seu outro fundador, João Carreira Bom, garantiu a sua continuação —, a viabilização deste projeto sem fins lucrativos contou com o patrocínio dos CTT, Correios de Portugal e da Fundação Vodafone Portugal, o primeiro até outubro de 2012 e o segundo até outubro de 2013. Ciberdúvidas recebe ainda o apoio da Universidade Lusófona (em cujas instalações funciona em Lisboa, na Escola Superior de Educação Almeida Garrett) e do Ministério da Educação de Portugal (que destacou a tempo inteiro os professores Ana Martins e Carlos Rocha, este para a sua coordenação executiva). Em 2012, beneficiou de um pequeno subsídio do Gabinete do Secretário de Estado da Cultura de então, Francisco José Viegas, e, depois, da generosidade de um grupo de amigos, subscritores do apelo SOS Ciberdúvidas.

 6. Ciberdúvidas da Língua Portuguesa foi desenvolvido e financiado pela JCB Comunicação até Abril de 2002, com grafismo de Margarida Fonseca e realização e manutenção na Internet da Tinta Invisível (até Junho de 1997) e da Ideia Visual — Comunicação e Design Interactivos, Lda./Esotérica — Novas Tecnologias de Informação, S. A. (até Junho de 2001). Esteve alojado nos servidores da Wunderman Interactive até Abril de 2002, passando, a partir desta data, a integrar o portal SAPO, responsável também pela reestruturação informática da altura.

7. O novo grafismo, que assinalou o 10.º aniversário do Ciberdúvidas, é da autoria do designer Henrique Cayatte. Maarten Janssen, investigador do ILTEC, foi o responsável pela criação e pela ativação de todas as atuais funcionalidades informáticas. A estruturação da base de dados recebeu um importante contributo do projeto PorLinha, do  ILTEC.

8. De 1 de setembro de 2007 até 22 de janeiro de 2013, Ciberdúvidas esteve alojado em Janssen Web, LLC.

9. Assinalando o seu 16.º aniversário, Ciberdúvidas passou a apresentar o atual grafismo, com a assinatura também de Henrique Cayatte. Alojado até julho de 2013 na NoShape – empresa responsável também pelo desenvolvimento das aplicações do Ciberdúvidas para smartphones e tablets (Android e iOS), com o apoio mecenático da Fundação Vodafone Portugal –, desde esta data voltou à sua anterior plataforma, na Janssen Web, LLC.

[Quem Somos?]
Ficha
Prémios
Ligações
Contactos
Parcerias e Patrocinadores
Ciber Escola Ciber Cursos