ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Artigos]

Quando é que um drama pode ser "humanitário"?!

Regina Rocha

1. Nas seu comentário das segundas-feiras, na RTP-1, o advogado e deputado (PS) António Vitorino referiu-se à situação dos emigrantes portugueses expulsos no Canadá utilizando a expressão "casos de dramas humanitários".

É vulgar ver-se a palavra humanitário indevidamente associada a "drama", "catástrofe", "desastre", "caos". Ora, humanitário significa "que visa o bem-estar da humanidade", "filantrópico". Este adjectivo deverá pois qualificar palavras como "auxílio", "atitude", e não palavras com um valor semântico negativo como é o caso de drama. Um drama não visa o bem-estar da humanidade. A palavra adequada é humano, que significa "relativo ao homem", "próprio do homem".

     Cf. A tragédia que voltou a ser "humanitária"...

2. "Homens e mulheres foram espancados até à morte ou deixadas morrer" é a frase final de uma breve do jornal "24 Horas" de 04/04/2006 intitulada "Comunistas torturados".

Quem foi deixado morrer foram "homens e mulheres", pelo que a palavra "deixados" tem de estar no masculino plural (tal como "espancados"), a concordar com o sujeito: "Homens e mulheres foram deixados morrer". Quando o sujeito é constituído por uma palavra masculina e uma feminina transforma-se num masculino plural (eles + elas = eles). É assim a gramática portuguesa.

05/04/2006

Enviar:

Artigos
«Apenas só disse isso»
Sobre o que (não) trata o Acordo Ortográfico
Quatro vozes a favor do Acordo Ortográfico
Errar, é humano
«Em bom português»?
Transbording
Marisa Mendonça, diretora-executiva do IILP
«Acordo ortográfico não está em causa em nenhum país da CPLP»
Uso bom das palavras
Oitocentos anos de língua portuguesa
«Foi ele que se atreviu»


Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos