ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Artigos]

Crostas de disparates

João Alferes Gonçalves* , José Mário Costa**

 1. «A Cruz de D. Sancho I, uma rara peça de ourivesaria europeia, do século XIII, encrostada de jóias»

     in A Dama dos Museus – Visita ao Museu em dez obras-primas ("Expresso", caderno "Actual", 22 de Abril de 2006)

     A Cruz de D. Sancho I, apesar de se tratar de uma peça do século XIII, não está cheia de crostas, nem sequer crostas de jóias. A autora da peça (jornalística) deverá ter querido escrever «incrustada de jóias». Um erro destes justifica o destaque e a correcção, por estar incrustado num texto de divulgação cultural.

     2. Nada a fazer com o disparate do humanitário, em vez do humano? É o que apetece dizer, tal a sua recorrência na comunicação social portuguesa – como voltou a ouvir-se no "Bom Dia, Portugal", o espaço de notícias matinal da RTP-1.
     A notícia referia-se à diminuição do auxílio alimentar da ONU aos refugiados do genocídio no Darfur, devido à falta de apoio internacional em víveres ou dinheiro. «Vai assim agravar-se a tragédia humanitária nesta região do Sudão», comentou o pivô de serviço.

     Mau serviço – ainda por cima sendo ele de uma televisão pública... portuguesa. O contrário da sua homóloga espanhola, a TVE, bem mais rigorosa no bem falar castelhano dos seus jornalistas (como exemplificou um deles, a propósito dessa mesma notícia): «... así se agravará la tragedia humana en Darfur.»

02/05/2006

Sobre os autores

* João Alferes Gonçalves é um jornalista freelancer português.

 

 

** José Mário Costa é um jornalista português, cofundador (com João Carreira Bom) e responsável editorial do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa. Autor do programa televisivo Cuidado com a Língua!, cuja primeira série se encontra recolhida em livro, em colaboração com a professora Maria Regina Rocha. Ver mais aqui.

 

Enviar:

Artigos
«Apenas só disse isso»
Sobre o que (não) trata o Acordo Ortográfico
Quatro vozes a favor do Acordo Ortográfico
Errar, é humano
«Em bom português»?
Transbording
Marisa Mendonça, diretora-executiva do IILP
«Acordo ortográfico não está em causa em nenhum país da CPLP»
Uso bom das palavras
Oitocentos anos de língua portuguesa
«Foi ele que se atreviu»


Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos