ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Correio]

Novamente a posição do Ciberdúvidas quanto ao Acordo Ortográfico

Após termos assistido à negação do desAcordo Ortográfico por inúmeras e conhecidas individualidades literárias ou de cultura reconhecida, tomamos agora conhecimento da decisão da Sociedade Portuguesa de Autores em negar a adopção do dito acordo (propositadamente com minúscula). Note-se que nem Angola nem o Brasil o adoptaram e que a incerteza ou a recusa dominam as decisões dos outros PALOP. Nesta conjuntura, esperar-se-ia que o Ciberdúvidas tivesse já exprimido a sua opinião sobre um assunto de tão óbvia importância e interesse. Fica aqui o lembrete com a nota de que decerto imaginam que muitos se interrogam sobre o vosso silêncio [...].

Com os meus melhores cumprimentos.

Rui Jorge F. de O. Mota :: :: Portugal

[R]

Ao Ciberdúvidas – enquanto tal e independentemente das posições individuais que cada um dos seus colaboradores entenda tomar, e quando assim o entender – não cabe manifestar-se a favor ou contra o Acordo Ortográfico. Foi exatamente o mesmo procedimento com a nova terminologia linguística (agora Dicionário Terminológico) ou, mais recentemente, com as Metas Curriculares, documentos igualmente polémicos e de grande divisão de opiniões, mas que se encontram oficialmente em vigor no ensino português.

Essa é a natureza e a razão de ser do projeto e do serviço prestado pelo Ciberdúvidas, já lá vão 16 anos: um espaço de esclarecimento, informação e debate em todas as vertentes da língua portuguesa – inclusive a polémica e a diversidade de perspetivas, circunscritas estas no espaço próprio de opinião e de controvérsias.

É o caso do Acordo Ortográfico, cuja atenção e espaço atribuídos têm sido uma constante desde sempre no Ciberdúvidas, e onde até passou a haver uma rubrica própria – com a distinção, sempre clara, do que é informação/noticiário e do que é opinião, pró ou contra, como mandam as boas regras do jornalismo rigoroso (cuja filosofia o Ciberdúvidas se reclama desde a sua criação).

Querer, como muitos o quereriam, que o Ciberdúvidas se prestasse a ser uma tribuna contra o Acordo Ortográfico – contra o Acordo Ortográfico ou contra o que quer fosse de menos consensual na língua portuguesa –, é confundir este espaço, único nas suas caraterísticas, em todo o mundo da lusofonia, com um qualquer blogue de ocasião e de pura campanha tendenciosa.

Sobre a razão específica de o Ciberdúvidas ter passado a aplicar a nova ortografia oficial nos dois principais países com o maior número de consulentes regulares, permitimo-nos lembrar-lhe este esclarecimento divulgado precisamente há um ano:

(…) sobre a adoção pelo Ciberdúvidas das novas regras do português escrito, deixamos o seguinte esclarecimento, tendo em conta alguns reparos deixados ultimamente no Facebook:

1. Goste-se dele mais, menos ou nada, o Acordo Ortográfico passou a ser lei em Portugal e no Brasil.
2. No caso português, o Acordo Ortográfico passou a vigorar desde setembro de 2011 no ensino básico e secundário, depois da sua adoção, igualmente, em todos os departamentos e publicações do Estado.
3. O mesmo aconteceu, já, em praticamente todos os meios de comunicação social do país, assim como na edição de livros, nas empresas de maior dimensão, como a Portugal Telecom, e num crescente número de autarquias.
4. Estando também ele plenamente  já em vigor no segundo país com o maior número de acessos ao Ciberdúvidas, e sendo o maior dos países de língua oficial portuguesa, só uma posição de resistência gratuita poderia levar a ignorar as novas regras ortográficas.
5. Acresce a circunstância de grande parte das perguntas que nos vão chegando por esse mundo fora versarem precisamente o que mudou e não mudou na ortografia do idioma nacional.
6. Seguir o que manda a lei e dar todos os esclarecimentos e informação solicitados é, pois, e tão-só, cumprir o papel e a razão de ser do Ciberdúvidas: espaço privilegiado para todos os que querem saber mais sobre a língua portuguesa.
7. É isso que faz também o Ciberdúvidas no que diz respeito ao acordo que pôs fim ao dissídio das duas grafias oficiais para a língua comum dos oito países da CPLP: informar, esclarecer e propiciar o mais amplo debate. Sem tomar qualquer partido, pró ou contra, até por respeito pelas sensibilidades distintas dos seus inúmeros consulentes.
8. Nenhum outro sítio, via Internet e não só, acolheu, como o Ciberdúvidas, o confronto, em absoluto pé de igualdade, de todas as posições, pró, anti ou assim-assim sobre a presente reforma ortográfica. Basta aceder, e ler, à recolha acumulada de artigos da mais diversificada proveniência sobre a matéria, na rubrica Controvérsias, já lá vão 15 anos.

Esperando ter prestado a elucidação pretendida, apresentamos-lhe os nossos melhores cumprimentos.

PS – Permita-se-nos mais este esclarecimento sobre o que refere de o Brasil não ter adotado o Acordo Ortográfico:

Acordo Ortográfico: o que (não) foi adiado no Brasil

Cf. Ainda o Ciberdúvidas e o Acordo Ortográfico

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 28/06/2017

[Correio]
Ainda o Ciberdúvidas e o Acordo Ortográfico
«A etimologia mandada "para as urtigas"»
Ainda sobre a etimologia de menino
Parabéns pela maioridade, Ciberdúvidas!
Respeito pela variação linguística do Português
«Mais bem feito»
Manuais de Português como Língua Estrangeira sem desenhos
Password = palavra-passe = senha
O Acordo Ortográfico e os linguistas
Ciberdúvidas... muito para além de Portugal

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos