ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Correio]

«Mais bem feito»

Actualmente, sempre que vejo ou oiço informações acerca dos cuidados a ter com a nossa língua, sou atacada pelo montão de dúvidas que nesta fase final da minha vida (vou fazer 70 anos) me surgem constantemente. De tal modo, que já estou a pensar se «meti a pata na poça» apenas neste fraseado.

Se assim for, suplico-vos que me corrijam... antes de mais!

Até há vinte anos, era insuportavelmente convencida – tipo Marcelo ou Rogeiro, nos seus respectivos – na utilização da nossa adorável gramática.

Hoje, posso dizer que estou a escrever isto... carregada de medo.

Tendo estudado com todo o entusiasmo e seriedade a língua portuguesa, bem como o latim durante quatro anos, nunca me considerei fundamentalista quanto à evolução natural e inevitável de quaisquer línguas faladas: muitas vezes me interrogo se aos meus avós teria sido doloroso passarem a escrever ela em vez de ella, ou quase em vez de quasi (ou quási, julgo).

Mas vamos às minhas dúvidas:

1.Será assim tão errado dizer «mais bem feito»? Ou «mais bem acabado»? Ou será «melhor dito» essas formas de «melhor feito» e «melhor acabado» que tanto agridem a nossa sensibilidade auditiva? Será o Santana Lopes «melhor vindo» ou serão mais «bem vindos» Guterres, Marcelo ou Vitorino?

Não poderão coexistir algumas das tais excepções à regra que dinamizam a comunicação oral e os processos de derivação etimológica, aliás tantas vezes desviados precisamente devido à saudável dinâmica popular da linguagem?

Obrigada por qualquer esclarecimento.

Maria da Conceição Montalvão :: :: Portugal

[R]

Damos-lhe parabéns pela sensibilidade que revela nas suas apreciações sobre a língua. Pensamos também que os receios que manifesta são infundados, uma vez que mostra ter cultura mais do que suficiente para usar o português com critério.

Quanto à dúvida/comentário que nos envia, trata-se de matéria por diversas vezes já esclarecida no Ciberdúvidas (vide textos relacionados). Em síntese: o comparativo e superlativo do advérbio bem é geralmente melhor, mas, em associação com particípios passados, as formas corretas são «mais bem», donde «mais bem feito», «mais bem dito», «mais bem acabado». Com o composto bem-vindo, não é de todo possível empregar melhor, porque bem é parte de palavra (não é uma unidade lexical autónoma), logo deverá dizer/escrever-se «mais bem-vindos». Por outras palavras, nestes casos, é a própria norma que define uma exceção.

Textos relacionados: Mais bem feito ou melhor feito? e «Mais bem» vs. «melhor»

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 28/06/2017

[Correio]
Ainda o Ciberdúvidas e o Acordo Ortográfico
«A etimologia mandada "para as urtigas"»
Ainda sobre a etimologia de menino
Parabéns pela maioridade, Ciberdúvidas!
Respeito pela variação linguística do Português
«Mais bem feito»
Manuais de Português como Língua Estrangeira sem desenhos
Password = palavra-passe = senha
O Acordo Ortográfico e os linguistas
Ciberdúvidas... muito para além de Portugal

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos