ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Abertura]

Otário, ou a gíria em viagem

Otário será o macho da otária? Ou é antes o mesmo que «(um indivíduo) tolo, bronco»? Ainda acerca de histórias de palavras, assinalamos um artigo de J. R. Guzzo publicado na revista Veja, no qual, tecendo considerações críticas sobre o Brasil, o autor se refere à importância do lunfardo, isto é, da gíria (ou do calão) de Buenos Aires, como fonte de empréstimos que viajaram até àquele país. Entre tais palavras, muitas delas transferidas para outras variedades do idioma, encontra-se precisamente otário, que, segundo o Dicionário Houaiss, proviria do espanhol argentino otario, igualmente interpretável como «tolo, ingénuo», mas inicialmente um derivado de otaria (otária em português) e empregado como designação dos machos desta espécie, vistos – certamente com injustiça– como animais pesados e estúpidos. Note-se, por último, que otário, como substantivo e adjetivo de sentido pejorativo, admite o feminino otária.


Se um indivíduo chama otário a outro, ou é porque lhe «puxou (ou fugiu) o pé para a chinela», ou então, não tendo motivo plausível, é porque uma anomalia lhe afeta o comportamento, como se explica nas novas respostas. E qual será o adjetivo derivado de peripécia? O consultório dá uma sugestão.


O programa de rádio Língua de Todos de sexta-feira, 15 de novembro (às 13h45*, na RDP África; repetição no dia seguinte, depois do noticiário das 9h00*) convida Jorge Pedreira, presidente do conselho de administração da UnyLeya, para falar da importância da língua portuguesa no mundo. No Páginas de Português de domingo, 17 de novembro (às 17h00*, na Antena 2), dá-se relevo à Gramática do Português, uma nova obra de referência para o estudo do funcionamento da língua, publicada em 2013 pela Fundação Calouste Gulbenkian: são entrevistadas as linguistas Maria Fernanda Bacelar, membro da comissão organizadora, e Perpétua Gonçalves, autora do capítulo dedicado ao português em África. Este programa inclui ainda as rubricas "Palavrar", de Ana Sousa Martins, e "Ciberdúvidas responde", conduzida por Sandra Duarte Tavares.

* Hora de Portugal continental.


Renovamos o apelo a todos os consulentes: ajudem a manutenção do Ciberdúvidas como projeto há 16 anos dedicado à divulgação, ao esclarecimento e ao debate de temas da língua portuguesa. Agradecemos, desde já, a generosidade de todos os contributos enviados.

Ciberdúvidas da Língua Portuguesa :: 14/11/2013

[Aberturas]
Ciberdúvidas regressa no dia 10 de junho com novo visual gráfico
Um Ciberdúvidas com cara nova
Para desfazer confusões sobre a nova ortografia
O português no espaço digital
Em português, sempre
«Acordo Ortográfico bem encaminhado»
Brasileirismos, calão e pronúncia
O regresso do «tu-cá-tu-lá do português de Angola», com os Mambos da Língua
Uma língua pluricêntrica e multicultural
Encontros e desencontros da nova ortografia

Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos